10 de jan de 2014

Dois Pesos e Duas Medidas das Modernetes

Vamos pensar numa situação comum com pessoas de sexos diferentes cometem o mesmo erro grave, e a situação é assim:
1- Quando um homem comete um grande erro a mulher pode apontar o erro e repreender de forma bem pesada, assim ela será taxada de "poderosa e independente" fazendo o que quiser sem assumir responsabilidades e consequências de seus atos.
2- Quando uma mulher comete um grande erro o homem não pode apontar o erro dela e repreendê-la nem sendo educado e sincero, senão será taxado de "machista, misógino, sexista e opressor" fazendo-o ser vilão numa sociedade cada vez mais favoritista ao sexo feminino.

Essa é a sociedade "igualitária" que o feminismo quer: tornar as mulheres num "Superman sem fraqueza pela kriptonita"*, estando acima do bem e do mal para fazer o que quiserem, como se as mulheres fossem crianças mimadas por pais frouxos sem noção alguma de certo e errado e com relativismo moral e valores deturpados para sustentar seus comportamentos inadequados.

* li essa expressão de um confrade fora da real, mas serve bem para essa parada aí.

Reno Raines.
Janeiro de 2014.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja educado(a) e escreva direito.