23 de ago de 2013

Vadias Roqueiras

Somente os mais idiotas pensam que roqueiras não são vadias como as funkeiras, pagodeiras, micareteiras, sertanejas universitárias, forrozeiras universitárias e tantas outras membros de tribos urbanas musicais. Entre as roqueiras existem as headbangers, punks, góticas e várias outras denominações, mas no geral é fácil encontrar vadias com o mesmo tipo de comportamento entre elas.
A vadiagem das roqueiras segue um roteiro mais ou menos assim:
1- Elas são "groupies" de bandas doidas para transar com os membros das mesmas, não colaborando nada com a cena artística.
2- Costumam ser alcoólatras podendo beber demais passando vergonha ao vomitar por quantidades excessivas de ingestão etílica.
3- Costumam ser fumantes e maconheiras e até usuárias de chá de cogumelos, cocaína,  LSD, ácido, antidepressivos, estabilizadores de humor,  e anfetaminas.
4- Podem ter atitudes promíscuas e vulgares como mostrar os seios e bunda para chamar atenção.
5- Podem oferecer seu corpo para ser apalpado e bolinado em troca de álcool, cigarros e drogas.
6- Gostam de ter tatuagens e piercings em áreas indecentes para ter motivo para exibir o corpo.
7- Assim como as feministas confundem liberdade com libertinagem.
8- Muitas gostam de exaltar sua promiscuidade e vícios como se fosse algo lindo.
9- Por conta de muita promiscuidade e até participação em orgias podem contrair DSTs.
10-Costumam falar mal de outras vadias como se elas não fossem igualmente libertinas.
Tem uma pá de roqueiros e headbangers entre tantos dessas tribos que falam mal das vadias de outras cenas, enquanto sua cena está lotada de vadias do mesmo nível ou até piores. Essa é a realidade, o resto é conversa para agradar babaca.

Reno Raines.
2013.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja educado(a) e escreva direito.